• entrepreneurs & politician lobbying firm
  • Top 10 das Razões pelas quais os negócios falham em África

    30/09/2019

    É desolador. Segundo o USA Today, 80% das empresas falham no primeiro ano de operações. Todos esses sonhos de triunfar, transformar a própria história num modelo para os outros seguirem e concretizar os sonhos mais rebuscados em realidade não são nada para 8 em cada 10 empresários no prazo de um ano.

    Mas porquê? O que fazem de errado essas empresas que acaba por as levar ao abismo? Ou, para colocar a questão de outra maneira, que medidas os 20% restantes adotam que lhes permitem evitar a viagem ao esquecimento?

    Existe apenas uma maneira de descobrir: identificar os principais fatores de fracasso.

    1: Desligarem-se dos clientes

    Assim que um empreendedor percebe que tem uma boa ideia, o primeiro impulso é isolar-se – na crença de que o melhor é que a desenvolva sozinho.

    Infelizmente, essa é uma das razões pelas quais os negócios fracassam. O foco permanece todo na ideia e acabam por se esquecer do que o cliente quer.

    2: Não acrescentar nada de novo ao mercado

    Como o Entrepreneur.com nos diz, hoje existem mais empresários do que em qualquer momento da história. Dependendo da perspetiva em que o analisemos, poderá ser um momento difícil para ser um empreendedor.

    Vejamos, ao passo que antes tinha que competir com 5.000 pessoas, agora são 50.000 os adversários. Caso a sua empresa não agregue valor único, não será bem-sucedida.

    3: Não ter capacidade de evolução na comunicação

    A maioria empreendedores fracassam porque não conseguem comunicar a suas propostas de valor de maneira convincente, concisa e (o mais importante) clara.

    Por exemplo, se um cliente habitual seu fala russo, por que falar apenas e só inglês com ele? Aprenda os traços de comunicação básicos e aplique-os nas suas conversas diárias.

    4: Fracas tomadas de decisão

    Já se perguntou por que é que pessoas como Lance Armstrong, Mike Tyson ou Aaron Hernandez falharam no final das suas carreiras? Por causa da má tomada de decisão.

    A auto-sabotagem através da má tomada de decisão é tão comum que tendemos a ignorar e encarar como algo normal. No entanto, como as empresas que fracassam, descobrem à custa dos seus sonhos, é tudo menos isso.

    5: Incapacidade de identificação de um modelo de negócio rentável

    Independentemente de quão boa seja a sua ideia, a sua empresa falhará se a receita não for superior os custos. Mesmo que solucione os problemas acima mencionados, caso isto aconteça irá ser um problema sério por si só.

    Portanto, esteja a procurar oportunidades de investimento comercial em África ou a comprar ações de uma empresa pouco conhecida na Ásia, verifique se o seu modelo de negócios é rentável.

    6: Pesquisa de mercado desadequada

    Pode não acreditar, mas um número surpreendente dos novos CEOs não dá a atenção devida à pesquisa de mercado.

    Isso resulta numa falta de conhecimento essencial, como o tamanho do mercado, a sua dinâmica e o papel que poderão desempenhar nele, levando os seus negócios ao abismo.

    7: Má gestão financeira

    Além de terem modelos de custo incorretos, muitos CEOs recorrem a projeções financeiras otimistas e prestam pouca atenção aos altos custos indiretos que estão a garrotar a sua empresa.

    Não surpreende que essa atitude negligente em relação ao lado financeiro dos seus negócios os force a tomar decisões extremas.

    8: Demasiada precaução com os fatores externos

    Fatores externos são definidos eventos que nenhum CEO – nem mesmo o Bill Gates – pode controlar. Incluem, por exemplo, mudanças na política tributária, flutuações na taxa de câmbio e quedas no mercado.

    Portanto, se é um CEO, seria melhor prestar menos atenção a esses fatores externos ao mercado e mais às operações da sua empresa.

    9: Falta de planeamento adequado

    Ao definir as metas da sua empresa, verifique se tem um plano estruturado que lhe permita alcançá-las. Ou então, acaba na mesma situação de alguém que que está a apontar no escuro.

    10: Falta de responsabilidade

    Se não houver responsabilidade na sua empresa, não poderá responsabilizar ninguém por acontecimentos menos positivos. Consequentemente, seja um parceiro ou um funcionário de baixo nível, todos devem ser responsáveis pelo sucesso de uma empresa.

     

    Saiba mais sobre a Lobbying Africa, siga-nos @ LinkedInTwitterInstagram and Facebook.

    FACEBOOK
    TWITTER
    YOUTUBE
    LINKEDIN
    INSTAGRAM

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Latest News