• entrepreneurs & politician lobbying firm
  • Covid19 em África – Ameaças e Oportunidades

    24/04/2020

    Embora tenha sido protegido dos estragos do coronavírus no início, África sofreu o ataque direto do Covid19 nas últimas semanas. O número de pessoas que adoeceram com o vírus aumentou bastante, com a contagem diária de mortes também atingindo proporções preocupantes.

    Os governos de todo o continente têm tentado o seu melhor para conter o vírus. No entanto, assim como os seus colegas na Europa, Ásia e América, a falta de experiência em lidar com uma pandemia levou-os a combater o vírus com “as mãos amarradas”.

    Como resultado, várias ameaças elevaram os problemas na sequência do vírus em África. Mas se optarmos por ignorar o cenário sombrio que os meios de comunicação sociais estão a pintar, também há alguns pontos bons na situação atual que empresas e governos podem explorar em proveito próprio.

    Com isso em mente, vamos olhar para as ameaças e oportunidades que África enfrenta após o Covid19:

     

    Ameaças do COVID19 para África

    A seguir, estão as ameaças do vírus para África:

    N.º1: Grande número de mortes

    De acordo com um relatório da Comissão Económica das Nações Unidas para África, o continente pode testemunhar 3,3 milhões de mortes e 1,2 mil milhões de infeções no pior cenário. Citando um modelo do Imperial College London, o relatório afirma ainda que, mesmo no melhor cenário, o número de mortes poderia exceder a marca de 300 000 no continente.

    N.º2: Um quarto de mil milhões de pessoas empurradas para a extrema pobreza

    Existe a possibilidade de que, no pior cenário, o número de casos graves ultrapasse a marca de 10 milhões nos próximos seis meses. Se isso acontecer, a taxa de crescimento em todo o continente poderá contrair em média 2,6%. Uma taxa de crescimento tão baixa levaria mais de 27 milhões de pessoas à extrema pobreza num continente que já é o mais pobre do mundo.

    N.º3: Recessão na África Subsaariana

    Uma das regiões mais densamente povoadas do mundo – com 20 pessoas a residir em cada quilómetro quadrado – a África Subsaariana pode entrar em recessão por causa do coronavírus. O Banco Mundial afirma que seria um choque enorme para a região, que teve um crescimento de 2,3% em 2019 e que não testemunhou nenhuma recessão num quarto de século.

     

    Oportunidades do COVID19 para África

    A seguir estão as oportunidades que o vírus pode apresentar para África:

    N.º1: Melhoria no sistema de saúde

    Enquanto os líderes africanos discutem a questão de como minimizar a propagação do vírus, quase 20 líderes europeus e africanos pediram pelo menos US$ 100 mil milhões em ajuda financeira imediata aos países africanos.

    Assumindo que este pedido é aprovado, permitiria aos líderes africanos os fundos necessários, com os quais podem modernizar o sistema de saúde notoriamente mau de África. Isto ajudaria a salvar as vidas dos africanos não só nos próximos meses, mas também nas próximas décadas.

    N.º2: Remoção da mentalidade neocolonial

    Como demonstrou o grande número de casos de COVID-19 na Europa e na América do Norte, o mito de que apenas os sistemas de saúde de África estão sempre sobrecarregados por surtos foi desmascarado. Mostrou que qualquer país pode tornar-se vítima de uma pandemia.

    Essa situação deve convencer os africanos a elaborar planos para a autoconfiança e a afastar-se das relações neocoloniais. Podem fazê-lo realizando reformas que priorizam os mercados africanos, a produção local e a inovação.

    N.º 3: Subindo na cadeia de fornecimento

    Como qualquer observador de África pode dizer, a maior parte da receita do continente vem da extração e venda de matérias-primas para os mercados chinês, europeu e americano. Esta crise deve convencer a África da futilidade dessa abordagem por um motivo muito específico.

    A sua dependência excessiva dos mercados estrangeiros deixa-os expostos a coisas fora do seu controlo. Essa perceção deve convencê-los a construir indústrias que convertem recursos locais em produtos de valor agregado. Poderiam exportar esses produtos e obter maiores receitas.

     

    Conclusão

    Como parte da nossa responsabilidade social corporativa, a Lobbying Africa está a fazer todos os possíveis para ajudar os países africanos nestes tempos conturbados. Orgulhosamente, fornecemos produtos médicos para alguns países da África Subsaariana para ajudá-los a lidar com a pandemia. Adicionalmente, os nossos especialistas estão a aconselhar os países a elaborar políticas que possam enfrentar o Covid19 de uma forma bem planeada.

     

    Saiba mais sobre a Lobbying Africa, siga-nos @ LinkedInTwitterInstagram and Facebook.

    FACEBOOK
    TWITTER
    YOUTUBE
    LINKEDIN
    INSTAGRAM

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Latest News